Empreendedorismo

Enterprise agility: o que era uma opção, agora é essencial

As empresas que adotam a filosofia do enterprise agility são aquelas que estão conseguindo se adaptar melhor a esse momento de queda brusca no faturamento da maioria dos negócios.

Ao contrário de outros negócios, que apenas assistem e torcem para que as coisas melhorem, as empresas ágeis estão prontas para encontrar e aproveitar as oportunidades que surgem. O conceito de enterprise agility prega que o negócio seja preparado para absorver demandas que não fazem parte da sua rotina como forma de aproveitar movimentos de mercado a seu favor.

Mas isso não significa que você tenha que sair mudando totalmente o seu negócio só porque uma determinada situação se mostra como uma oportunidade. Essa atitude, na verdade, pode trazer mais problemas do que benefícios, inclusive colocando em risco a sobrevivência da sua empresa. Isso porque a premissa de toda empresa ágil é que ela esteja preparada para esses momentos de oportunidades, desde que não se coloquem em risco a estabilidade do negócio.

Vantagens de ser uma empresa ágil

A consultoria McKinsey publicou uma pesquisa em parceria com a scrum.org que mostra de uma forma muito clara quais são os benefícios que as empresas que adotam a filosofia de agility. Essa pesquisa teve a participação de 22 empresas que atuam em 6 mercados diferentes, e uma das percepções que esse estudo trouxe foi de que nessas empresas os ganhos financeiros e operacionais são visíveis. Nessas empresas foi constatado um aumento no faturamento entre 20% e 30%, e melhorias no processo operacional de até 50% em alguns casos, e além desses números, tanto os níveis de satisfação dos clientes quanto o grau de engajamento dos seus colaboradores também sofreram um impacto positivo após a adoção dessa filosofia.”

Como criar uma empresa ágil?

O que se vê em muitas empresas, e que também consta da pesquisa da McKinsey, é que é muito difícil encontrar empresas onde esse conceito tenha sido aplicado em todas as áreas do negócio.

Esse processo de implementação deve contemplar cinco pilares:

  • Estratégia;
  • Estrutura;
  • Processos;
  • Pessoas;
  • Tecnologia.

O que é muito comum na maioria das empresas é que, pelo menos no início, esses pilares sejam desenvolvidos isoladamente, até que a empresa atinja um nível de maturidade suficiente para absorver todas essas mudanças.

Afinal, é normal que algumas áreas sejam mais desenvolvidas do que outras, como por exemplo um negócio com processos muito bem definidos, mas com dificuldade em encontrar as pessoas certas para desenvolvê-los. Esse é um dos fatores que dificulta a implementação da filosofia de entreprise agility como um todo em grande parte das empresas.

Outro ponto que é muito importante para as empresas ágeis são os indicadores que podem mostrar se o processo de implementação da filosofia está tendo os resultados desejados.

Esses indicadores basicamente são o nível de engajamento dos funcionários, o grau de satisfação dos clientes, a performance operacional do negócio e os seus resultados financeiros. No entanto, é essencial para o sucesso desse processo de transformação que a sua empresa utilize os indicadores que fazem mais sentido para o negócio em si.”

Então, se você quer fazer do seu negócio uma empresa ágil, é fundamental estudar a fundo o nível de maturidade em que você se encontra hoje para identificar por qual dos cinco pilares é possível começar essa transformação.

São essas as empresas que estão saindo na frente para passar por cima da crise que está por vir e que vai afetar muito quem não estiver preparado – e você precisa escolher de qual lado quer se posicionar.”



Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo